A busca pela felicidade: 5 passos que definem uma busca

Somos fascinados por histórias de buscas. Principalmente porque todas, no fundo, sempre estão relacionadas com a busca pela felicidade.

E, não tem nada mais humano do que viver constantemente em busca pela felicidade.

Mesmo que não se admita em determinado momento, estamos sempre buscando algo motivador, algo que nos traga satisfação pessoal e felicidade.

Muita das vezes nos falta coragem e, por isso, somos paralizados e nos acomodamos num mundo confortável onde nada vai nos ameaçar. Porém, por atitudes diárias podemos perceber que, apesar de platonicamente confortáveis, estamos incomodados por não estarmos buscando.

A realidade é que, a coragem é adquirida conforme vamos enfrentando os obstáculos e, conforme as dificuldades e o medos vão sendo vencidos. Assim, percebemos que, no fim, tudo termina bem.

Como iniciar a busca pela felicidade?

  1. Toda busca tem início e fim: Defina algo que tenha começo e fim. Caso não tenha um fim, não tem como mensurar o sucesso e, assim, não dá para definir a felicidade. Precisamos, naturalmente, riscar itens das nossas listas. Criar metas e alcançá-las, seja qual meta for. Se estiver de acordo com seus planos e objetivos, é considerado busca pela felicidade.
  2. Toda busca pela felicidade possui obstáculos: Se for uma busca simples, linear, não é busca. Não precisa ser “grande coisa”, pequenos obstáculos também são considerados.
  3. Toda busca requer sacrifício: Em algum momento, sua busca acarretará algum ou alguns sacrifícios. Seja ficar acordado até tarde, seja entrar em exaustão, seja entrar em conflito com alguém que não te entende, que não entende sua busca. Isso é extremamente normal.
  4. Toda busca envolve um algo “maior”: Geralmente a busca envolve algo relacionado a propósito, superação, missão… Por mais “sem sentido” que possa parecer para quem está de fora, que está realizando a busca sabe perfeitamente o motivo.
  5. Toda busca envolve pequenos passos: Para chegar ao fim, toda busca possui vários pequenos passos que antecedem a conquista.

Se você pudesse fazer qualquer coisa, sem levar em consideração o dinheiro, o que você faria?

Buscas trazem significado e realização às nossas vidas. Somos movidos por isso e, se ficamos privados disso, nos tornamos seres incompletos e infelizes.
O descontentamento é o “ponta pé” necessário para que nos movamos e saiamos em busca pela felicidade. Num mundo com tantas possibilidades, é inadimissível viver insatisfeito e incompleto.

“Só temos uma chance de viver, faça o que manda o seu coração.”

Para entender se está na hora de sair em busca pela felicidade, questione-se:

  • Como me sinto?
  • O que quero de verdade, para agora?
  • O que me deixa feliz?
  • O que me vejo fazendo agora?
  • Pelo quê gostaria de ser lembrado?
  • Se eu morresse amanhã, me arrependeria de não ter feito algo?

Medos

Fazer coisas novas causa medo, o desconhecido muitas vezes é assustador. Mas temos que enfrentá-lo se quisermos seguir na busca pela felicidade.
O medo não pode controlar nossas decisões.
E, se o medo estiver te paralisando, pense “o que de pior pode acontecer caso dê errado?”. O que é “dar errado”?

Busque como se fosse o fim da vida

“No fim da vida, as pessoas não tem tempo para perder com besteiras”. Portanto, viva cada dia como se fosse o último…nada tão mais clichê, nada tão mais real.
Tenha um plano e não pense demais! Faça!

Lembre-se, o sonho é seu!

Não espere aprovação de ninguém. Se as pessoas não te entendem, mude de pessoas!
Você precisa acreditar em si, se isso não acontecer, ninguém acreditará.

Termino com a seguinte reflexão que, gosto muito de lembrar de me perguntar…

Pelo o que vale a pena viver?

A cada dia descobrimos motivos novos e, descobrimos que se não o colocarmos em pratica, as vezes, não vale a pena continuar. Siga suas buscas e seus objetivos, por mais esquisitos que eles sejam. E lembre-se, eles precisam ter um início e um fim. Quando finalizar, comece uma nova busca!

Fonte: Livro “A felicidade da busca” (Chris Guillebeau)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *